domingo, 29 de julho de 2007

Amigável...deu BULHA !


Tia de Sereno atingida com pedra na cabeça

A festa do Leixões foi manchada ao intervalo. Adeptos (?) afectos ao clube da casa – se é que se pode chamar adeptos a este tipo de energúmenos que teimam em fazer dos estádios o palco para descarregarem frustrações – dirigiram-se para a zona estavam cerca de uma centena de apoiantes do Guimarães – entre os quais familiares dos jogadores – e começaram a arremessar todo o tipo de objectos, tendo uma pedra atingido a cabeça a tia de Sereno, que teve que ser assistida no relvado pelo médico minhoto, Salazar Coimbra, e depois levada para o interior do estádio. Perante a indignação dos verdadeiros leixonenses, dos jogadores do Guimarães e face à passividade das forças de segurança, acabou por ser Carlos Oliveira, presidente da SAD do clube do Mar, a mostrar a sua indignação ao microfone do estádio. “Alguns de nós portaram-se mal com os nossos convidados. Não aceito isso. Temos de excluir essas pessoas do Leixões”, afirmou o presidente leixonense, verdadeiramente incomodado com a situação.
Entretanto, com os adeptos vitorianos a abandonarem o estádio, ganhava força a hipótese de não haver segunda parte, já que a equipa de Manuel Cajuda não estava disposta a regressar. Foram 45 minutos de incerteza que acabaram por ser desfeitos com o regresso dos forasteiros ao relvado.
Vergonhoso foi, ainda, o comportamento do leixonense Jorge Gonçalves que no final da primeira parte se travou de razões com alguns adversários, tendo culminado a sua "actuação" como o arremesso uma bola contra Carlitos. Indesculpável num profissional...

Carlos Oliveira ameaça demitir-se do Leixões

O presidente da SAD do Leixões, Carlos Oliveira, repugnou a atitude dos adeptos do Leixões no intervalo do jogo de preparação de ontem com o Guimarães e disse estar a repensar a continuidade à frente dos destinos do clube, já que se considera envergonhado com as atitudes dos adeptos. "Sinto-me incomodado, ofendido com tudo isto. Alguns dos nossos humilharam os nossos visitantes, que vieram fazer a festa connosco. Temos de excluir essas pessoas do Leixões", referiu Carlos Oliveira, que ameaça com a demissão. "Não fui educado assim. É altura dos verdadeiros leixonenses escolherem o Leixões que querem para o futuro. Esta semana vou ponderar se continuo ao leme do Leixões. Foi demasiado mau o que se passou e é inaceitável que alguns que se dizem leixonenses achem que o espírito de um adepto do nosso clube seja o de atacar pessoas e trazer para o dia-a-dia paixões há muito ultrapassadas", afirmou Carlos Oliveira.

PS: Ainda ontem comentava eu com 2 blogueiros num cafe em Ermesinde...como pode haver amigáveis de pré-época entre Boavista e FCP assim como SLB e Sporting, e ainda eu não sabia disto...Haja bom senso em todos os aspectos! Mais vale prevenir que remediar...

4 comentários:

Sá Rocha disse...

É um pouco verdade. Isto tb só acontece no estádio do Mar por falta de condições.

João Vilela prevendo mais acção no Mar esta época... disse...

quem nunca pecou, que atire a primeira pedra! Logo, os pescadores são todos santinhos.

duxxi (querendo fazer-se entender num tom ameaçador) disse...

É bom que a Liga castigue o clube desses "energúmenos", para salvaguardar, e agora sim, prevenir, as possíveis e devidas retaliações dos vitorianos em terras d'El Rei.
A Liga tem que dar o exemplo e seguir os regulamentos, para acabar de uma vez por todas com tão graves incidentes.

João Meireles, que se dá bem com o ar do mar apesar de prever um cheiro pestilento a peixe podre disse...

Eu vou a matosinhos na 3ª jornada...